22/09/2016

2

Vivendo ConstantEMente: Beatriz, a E.M., a fadiga e a frustração...




Nesses últimos dias me senti extremamente frustrada, detesto essa sensação de impotência que, algumas vezes me toma, fico me sentindo a pior das criaturas! 

Eu nunca tive paciência e "talento" para nada que envolvesse os cabelos, bem diferente da maquiagem (que gosto, acho que levo certo jeito) e até das sobrancelhas que depois de um curso e de muito treino até que tomei gosto!

Depois que fiquei doente, além de um pouco mais impaciente e um tanto quanto distraída, fico extremamente cansada com a maior facilidade do mundo (um dos sintomas mais frequentes da E.M. é a fadiga...), assim sendo, não aguentei o "rojão" de ficar em pé praticamente por quatro horas seguidas e por dias seguidos...

Eu passava a manhã no curso e quando chegava em casa passava a tarde toda dormindo, nem treinava o que tinha aprendido e nem fazia mais nada da vida! Resultado? Passei uma semana e meia "sobrevivendo" e não vivendo.

Não aprendei tudo o que eu gostaria (sim, ainda deu para aprender bastante coisa e eu já posso colocar em prática, caso queira/precise), acabei nem fazendo o teste final do curso e pedi reembolso do tempo que ainda faltava para acabar (coisa de mais uma semana e meia).

Acabei frustrada, estressada e com aquela sensação chata de "eu não sou normal". Detesto os olhares tortos de quem não sabe o que eu tenho e me julga incapaz... Cada pessoa tem o seu tempo, tenha ela algum tipo de problema ou não, e eu sei muito bem disso, só preciso me lembrar de dizer para mim mesma, afinal de contas, a pessoa que mais me cobra sou eu...

Tenho andado tão sem graça de tudo, até de postar por aqui, espero que esta fase passe logo... Acho que logo mais estou mais animada, a viagem para ir à consulta com meu neurologista está chegando e ir para São Paulo sempre me anima, principalmente por causa do clima, contando os dias para ficar um tempo longe desse abafado do Recife!

Lendo agora esse texto, acabei de perceber que ele parece um monte de peças soltas, mas acho que, assim como a vida, acaba se encaixando...

2 Comentários:

Aline Amorim --> Responder disse...

Acho que ter momentos desanimantes faz parte da vida.
Todo mundo tem um limite né!
Espero que essa fase realmente passe logo!
Beijos, Aline
Verso Aleatório

Beatriz Campos --> Responder disse...

Obrigada! Beijos! :D

Postar um comentário

Pessoas queridas, comentários são respondidos nos próprios comentários, ok? Então, por favor, volte por aqui! Obrigada!